domingo, 16 de novembro de 2014

Vou vender meu coração Por qualquer tostão furado.

Já se passou tanto tempo
Desde o meu último romance
Que eu nem sei se existe chance
De findar meu contratempo.
Se nem pra ser passatempo
Eu tenho sido sondado
Pra não morrer desprezado
Na primeira ocasião
Vou vender meu coração
Por qualquer tostão furado.

Pedro Torres

Um comentário:

  1. Meu planto só eu lamento
    Só eu que sinto a tristeza
    Pra quem não sabe é moleza
    Eu viver nesse tormento
    Mas eu sei o sofrimento
    Nesse peito amargurado
    Não vivo mais sossegado
    Vivendo nessa aflição
    Vou vender meu coração
    por qualquer tostão furado.

    //Anizio.Ds

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...