quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Ela

Minha vida sem ela não tem vida
Minha noite sem ela é sem luar
Minha alma sem ela não tem par
Minha dor, sem a dela, é suicida.

Minha ausência sem ela é garantida
Minha mágoa sem ela é de amargar
Minha praia sem ela não tem mar
Minha estrada sem ela é dividida

Minha busca sem ela não tem alma
Minha paz sem a dela não tem calma
Minha calma sem ela é agonia...

Tudo e nada na alma de um poeta
Não é nada se tudo lhe completa
E nada sou, sem ela, a poesia.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...