segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Só curo no colo dela Minhas feridas de amor!

O primo, Poeta Pedro Menezes, me presenteou com um mote seu agora e eu improvisei:

Eu não sei se é seu perfume
Ou seu sorriso bonito
Que faz o meu peito aflito
Esquecer do meu queixume.
E por mais que eu me acostume
Com o seu abraço e o calor
Do beijo que tem sabor
Mais doce que a "siriguela"
"Só curo no colo dela
Minhas feridas de amor!"

Depois que a lida estradeira
Me vence pelo cansaço
Volto pra pétala do abraço
Da minha flor verdadeira.
Nas vezes que ela me cheira
E eu sinto o cheiro da flor
É tanto alívio pra dor
Que eu só sei fazer com ela
"Só curo no colo dela
Minhas feridas de amor!"

Me perfumei de carinhos
De flores falsificadas
E sofri com as perfuradas
De alguns covardes espinhos.
Depois que os nossos caminhos
Se encontraram pude por
No meu peito sonhador
Outro amor sem ter sequela
"Só curo no colo dela
Minhas feridas de amor!"

Pedro Torres
Mote do Primo Pedro Menezes.

Bonito, Poeta!
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...