quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Se eu pudesse arrumar meu pensamento Eu não tinha saudade mais de nada

Se eu pudesse apagar o meu passado
Não ficava um resquício de lembrança
Do que fez eu nutrir falsa esperança
Desse caso de amor mal terminado.
Cada gota de pranto derramado
Verteu sangue da jura vã quebrada
Com a pupila dos olhos dilatada
De chorar por um falso sentimento
"Se eu pudesse arrumar meu pensamento
Eu não tinha saudade mais de nada"

Pedro Torres
Mote de Severina Branca

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...