domingo, 19 de janeiro de 2014

Pra vingar duas sementes.

Se a sinceridade for pré-requisito
Pro teu coração no pulsar mais ligeiro
Prometo a promessa de ser o primeiro
A não prometer e deixar pro infinito.
Que até seja breve, mas muito bonito
Pra que seja pleno por quanto durar
Se o acaso do abraço quiser nos queimar
Então que nos queime, com um fogo intenso
Se for igualzinho do jeito que penso
A gente só apaga, na beira do mar...

Se essa flor tua cheirar
Como exalas poesia
Num beija-flor eu queria
Um dia me transformar..
Seria para pairar
Tuas pétalas olentes
Se dizes mesmo o que sentes
Talvez também eu plantasse
Um pé de amor e regasse
Pra vingar duas sementes.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...