sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

O perigo que tem é olhar tanto E depois terminar apaixonado.

Nosso amor virou fumaça
E o silêncio, nas respostas,
Me ensinou que o correto
É não dobrar as apostas
Em fogo de amor que arde
E depois nos vira as costas.

Teu calor me aquece a alma
Tua presença me acalma
Teu olhar no meu se espalma
E me deixa, assim, risonho...
Mas, eu tenho que acordar
Porque se eu quiser te amar
Devo aprender a tocar
Sem tá dormindo, em um sonho.

Minha vida é um texto sem rasuras
Em um livro de páginas viradas
Muitas delas, por uso, desgastadas
Contém restos mortais de antigas juras.
Chorei rios das lágrimas mais puras
E não culpo ninguém sem ter sentido
Se o presente é o futuro acontecido
Cabe a nós um passado sem ter briga
“Se você me perder depois não diga
Que não sabe o porquê de ter perdido.”

Pedro Torres

Seu sorriso tem curvas sinuosas
Fica fácil de derrapar na pista
E acabar conquistado, na conquista
Das paixões mais intensas, perigosas.
No seu corpo um perfume de mil rosas
Tão suave que deixa embriagado
E esse cheiro de céu e de pecado
Faz pecar até mesmo quem é "santo"
"O perigo que tem é olhar  tanto
E depois terminar apaixonado."

Pedro Torres
Mote de Rafaela Nogueira
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...