domingo, 8 de dezembro de 2013

Todo não vira um sim No coração de quem ama.

Saudade é uma coisa à toa
Quando a gente ama a pessoa
Parece que o tempo voa
Nas asas de quem reclama
Geralmente, não tem fim
É muito melhor que ruim
E todo não vira um sim
No coração de quem ama.

O silêncio vira incômodo
Nas vezes que alguém se exalta
E a dor calada na boca
Na saudade tem voz alta
Que orgulho não vale nada
Quando a gente sente falta.

É difícil Lenelson errar no tom
Pra falar a verdade, eu nunca vi
Improvisa veloz qual colibri
Bate as asas no vento e solta o som.
Seu versejo preciso, tem o dom
Sai ao doce perfume de jasmim
E um poeta perfeito e bom assim
Tá no top dos tops sendo um pró
"Quando o vate é Lenelson Piancó
Não tem verso no mundo pra ser ruim."

Mote de Lucas Rafael referindo-se ao poeta Lenelson Piancó

O amor nasceu prematuro,
Parido pela ilusão,
De um romance casual,
Fecundo no coração,
“E a saudade foi gerada,
No ventre da solidão.”

Pedro Torres


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...