domingo, 22 de dezembro de 2013

Tempo de frio

É quando começa a chover no sertão
Que a força do inverno transforma o momento
Deixando mais fértil todo o sentimento
Chovendo esperança no meu coração.

Nas notas solenes da antiga canção
Irriga-se as flores do meu pensamento
Resfria-me o corpo na força do vento
Esquentando as vias da minha ilusão.

Até mais parece que o tempo de frio
Faz dois corações entrarem no cio
No acasalamento que toca no peito

E a saudade morre de tanto cansaço
Que a gente se aquece no calor do abraço
Sem deixar espaço, no encaixe perfeito

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...