sábado, 21 de dezembro de 2013

Que eu não posso querer dar meu amor Se nem mesmo o perdão você me deu.

Sinto falta de tudo de você
De dizer que gostei do seu cabelo
Que esse corte combina com teu jeito
De fazer-te em segredo o meu apelo
De ganhar pelo menos o olhar antigo
E sonhar teu abraço, em novamente tê-lo.

Você faltou lá na festa
Mas, não na minha ilusão
Que as vezes quem se acostuma
Na vida, a ouvir "não"
Nem sempre dá muito ouvidos
Pra voz que vem da razão.

Cometi muitos erros, e admito
Que não sou dos que fogem da verdade
Não ficou muita coisa, só saudade
De um amor tão sincero, e tão bonito.
Cada verso por mim foi manuscrito
Pela tinta do amor, que não venceu
Você foi o maior dos sonhos que eu
Já vivi, mas, também a maior dor
Que eu não posso querer dar meu amor
Se nem mesmo o perdão você me deu.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...