sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Segundo Eclipse

Como inteiro eu padeço na metade
De uma triste ilusão de despedida
Que minh'alma se sente dividida
Sendo parte, das duas, na saudade.

Peregrinas palavras, nesta vida
Não me causam sorriso, na verdade,
Só a lágrima percorre em liberdade
Pela estrada a caminho da partida.

Chega a noite, e dois "S" numa elipse
Faz do sol sob a lua um lindo eclipse,
No infinito momento que passou...

Nestas linhas trancadas nos papéis,
Reinvento, a mim mesmo, porque és
Uma parte de mim, que nada sou.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...