quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dividimos, os dois, nossos caminhos Procurando no mundo por nós mesmos!

Nosso amor inda hoje nos dá frutos
Na lembrança que o tempo nunca apaga
Que a distância ferindo, feito adaga,
Corta o brilho do olhar de dois matutos.
Sem deixar nossos olhos ser enxutos
Cada chance perdida os faz tristonhos
Que a saudade não morre, e os nossos sonhos
Nos olhares perdidos, vagam esmos...
Mesmo assim, suportando estes espinhos
Dividimos, os dois, nossos caminhos
Procurando no mundo por nós mesmos!

Lembro há um ano quando eu lhe conheci
Como quem encontrava o amor primeiro
Tão bonito, tão forte e verdadeiro
Que outro igual, nessa vida, eu não vivi.
Só depois de algum tempo eu discerni
Que esse amor a nós dois reencontrou
De um pedaço de sonho que ficou
De outro tempo pretérito que vivemos
"E desde o dia em que nós nos conhecemos
Uma coisa qualquer em mim mudou."

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...