domingo, 13 de outubro de 2013

A Inspiração

De hora em hora a saudade é descoberta
Pela ausência calada no meu peito
São feridas que o tempo encontra um jeito
De deixar esta chaga sempre aberta

Quando a dor bate forte e 'ela' aperta
Outro laço desata com defeito
Porque orgulho não faz nenhum efeito
Quando o nó da garganta desaperta.

Se a represa dos olhos faz sangria
Tento um verso de amor na poesia
E confesso um segredo para Deus

Lhe pergunto, na voz do coração:
"Como pode uma só inspiração
Ser a dona total dos versos meus?"

Pedro Torres
Mote de Adriana Sousa
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...