quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Você pode escolher os seus caminhos Que jamais vou mudar minhas condutas

Você pode seguir os seus caminhos
Que jamais vou mudar minhas condutas
Foi com' o peso das minhas muitas lutas
Que aprendi caminhar pisando espinhos.
Se eu chorar por faltar os seus carinhos
Não me oferte pra mim seu "ombro amigo"
Que eu talvez não resista, e esse perigo
É das coisas que eu não quero correr
Sigo em frente tentando lhe esquecer
Sem saber, no momento, se eu consigo.

Pedro Torres


Um comentário:

  1. E nesse tentar esquecer
    mais me aproximo
    Sou eu sendo um pouco de ti.

    Tão difícil negar o que mais queremos.
    Beijo Pedro!

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...