quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Talvez

Talvez fosse querer negar o amor
Talvez fosse fugir da situação
Talvez fosse calar-se o coração
Pra talvez, nunca mais sentir-se dor.

Talvez fosse na chaga mais precisa
Outro corte que arranha, e na razão
Se encontrasse a navalha do senão
Na razão do que nunca cicatriza.

Talvez fosse por medo, ou fantasia
Ou talvez jamais queira que queria
Ver meus olhos minando uma outra vez

Talvez fosse uma história muito linda
Talvez fosse um amor que nunca finda
Quando finda-se o amor, mas só talvez.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...