domingo, 29 de setembro de 2013

Que uma lágrima caindo Não tem como ser fingida.

No silêncio que antecede
O momento da partida
É fácil ver a saudade
Na face ser refletida
Que uma lágrima caindo
Não tem como ser fingida.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...