segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Quando o mundo de amor cai nos meus ombros Você surge pra mim qual fortaleza

Com meu peito amargando os dissabores
De um passado recente, turbulento
Nas histórias de amor e sentimento
Você chega pra mim com lindas flores.
Como um rio que seca, os desamores
Me levaram pro mar na correnteza
E às ruínas de um reino de incerteza
Com meus sonhos debaixo dos escombros
"Quando o mundo de amor cai nos meus ombros
Você surge pra mim qual fortaleza."

Pedro Torres
Mote de Dayane Rocha

Nas minhas noites escuras
Buscava encontrar sentido
Pr'esse meu peito abatido
Curar-se de antigas juras...
E, remendaste as fissuras,
Dos sonhos meus, andaluz
Co'os encantos que possuis
E nos teus olhos, minados
Vi dois brilhantes cravados
Num oceano de luz.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...