sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Nas vezes que estou sofrendo Fico calado, silente

Nas vezes que estou sofrendo
Fico calado, silente
Pra não somar mais a culpa
De dividir com mais gente
Que por mim ficou sentindo
A dor que meu peito sente.

Eu não sei mais até quando
Conseguirei resistir
Que às vezes me dá vontade
Simplesmente, de sumir
Por sentir que morto, vivo
E a vida é mais que existir.

Pedro Torres


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...