segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Na unilateralidade Um amor não sobrevive

Na unilateralidade
Um amor não sobrevive
Mas, não vou negar por isso
Que meu peito ainda vive
Sentindo saudade, à toa
D'um amor que nunca tive.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...