sábado, 21 de setembro de 2013

Na distância que a vida nos compôs Somos dois corações que não se calam

Na distância que a vida nos compôs
Somos dois corações que não se calam
Que até mesmo distantes eles falam
Na beleza do amor só de nós dois.
Combinamos igual "feijão com' arroz"
E a saudade reforça o nosso laço
Nos enlaça, e apertando nosso abraço
Nos aquece no peito uma promessa
"Acontece que a história não tem pressa
E o amor se conquista passo a passo."

Pedro Torres
Mote de Alceu Valença

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...