domingo, 29 de setembro de 2013

Morre uma parte de mim Cada vez que você parte.

Metade de mim se alegra
Quando você se aproxima
Mas, o mar nunca termina
Na onda quando se quebra...
Pois, sempre fica a saudade
Morando em outra metade
E ainda que a gente se farte
De cheiro, amor, tudo enfim,
Morre uma parte de mim
Cada vez que você parte.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...