segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Há quem queira lançar fel No amor bonito da gente

Há quem queira lançar fel
No amor bonito da gente
Mas o que Deus fez ser mel
Não se azeda facilmente.

Na doçura do seu beijo
Adocei meu coração
Depois provei do salgado
Sabor da desilusão.

Toda vez que ela demora
Meu peito pede socorro
Minh'alma por dentro chora
Por fora quase que eu morro.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...