sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Que eu não posso arrancar da minha mente Um passado que um dia já foi nosso.

Dividimos, os dois, nossos caminhos
E algum tempo depois nos encontramos
Procurando encontrar, onde deixamos
Preservado os momentos de carinhos.
Nós ficamos igual dois passarinhos
Cujo "ninho desfeito" viu destroço
E tentei ir adiante, mas, não posso
Ver futuro, sem vê-la no presente
"Que eu não posso arrancar da minha mente
Um passado que um dia já foi nosso."

Pedro Torres
Mote de Mariana Véras

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...