domingo, 22 de setembro de 2013

Da beira do mar...

Sem fechar os olhos pra realidade
Transporto outro sonho pra ser poesia
Sentindo o frescor da brisa mais fria
Trazendo o perfume da flor da saudade.

Seu cheiro me toma, completo me invade
Maltrata meu peito, me causa agonia
Não vejo essa hora passar, nem o dia,
Me perco distante ...da felicidade.

Na fotografia ...relembro uma data
E escrevo essa carta, que quase me mata
Sentindo meus olhos querendo chorar...

...Recolho meu pranto, e canto a cantiga
Que um dia cantei, pra ti, minha amiga
Falando de amores ...da beira do mar.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...