domingo, 1 de setembro de 2013

Coração se acelera e reanima Faz sentir nosso amor em ambos pulsos.

Nos olhares da gente, disfarçados
Mil segredos que nunca revelamos
Mas, há um brilho no olhar, de quando amamos
Entregando um casal de apaixonados...
Os desejos dos dois são revelados
E alguns versos de amor do peito expulsos
Que a saudade provoca estes impulsos
Quando a gente um do outro se aproxima
E o coração se acelera e reanima
Pra sentir nosso amor em nossos pulsos.

Pedro Torres

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Eita, Poeta, Muito obrigado, mas, sou um eterno aprendiz. Um forte abraço amigo, valeu!

      Excluir

Direito à Réplica Poética...