sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Saudade é palavra doce. Na boca de quem não sente!

Às vezes quando um poeta
Fala de amor e saudade
Uma dor seu peito invade
Como uma lança que espeta
Ou que lhe ferisse a seta
De um afiado tridente
Ciente da dor, que mente
Esperando que não fosse
"Saudade é palavra doce.
Na boca de quem não sente!"

Pedro Torres
Mote de Cicinho Moura
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...