terça-feira, 20 de agosto de 2013

Saudade de um cheiro.

Nos meus versos escritos com emoção
Quem os lê, vê palavras contraditas...
...ao falar dos assuntos da paixão
Nas histórias de amor por mim escritas.

Muitas vezes nas frases mais bonitas
Saltam traços de dor ...do coração
É que as mesmas verdades foram ditas
Por alguém que jurou  ...só de ilusão.

Como as folhas tangidas pelos ventos
O poeta também nos sentimentos
Busca o solo, mais fértil e fecundo.

Se a lembrança de um cheiro dá saudade
Ele o sente, por toda a eternidade,
Na perpétua saudade de um segundo.

Pedro Torres
Mote inspirado em Olavo Bilac
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...