segunda-feira, 1 de julho de 2013

"Sopra a brasa de amor dentro do peito Pra queimar toda a lenha da saudade"

Pelas cinzas de um caso terminado
Vi mentiras juntarem-se à poeira
Pelo vento soprado na madeira
Da fogueira queimada do passado...
Na paixão que se fez incendiado
Alguns beijos se ardiam sem verdade
E desse fogo que deu felicidade
Só sobraram faíscas com defeito
"Sopra a brasa de amor dentro do peito
Pra queimar toda a lenha da saudade"

Pedro Torres, mote e glosa.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...