terça-feira, 23 de julho de 2013

Silencia a sanfona choradeira Dominguinhos partiu pra eternidade

Cala o canto do mestre Dominguinhos
E das vozes docílimas da sanfona
Numa estrela de luz pegou carona
Retornou "pro aconchego" do seu ninho...
Foi pro céu pra tocar mais um tiquinho
De forró para toda a potestade
E hoje chora a sanfona com saudade
De quem "ela" cantou a vida inteira
Silencia a sanfona choradeira
Dominguinhos partiu pra eternidade

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...