sexta-feira, 5 de julho de 2013

Seu retrato eu rasguei no mesmo canto Onde foi sepultado o nosso amor

Reclamamos também que o tempo ingrato
Não dá prazo pra gente e cobra juro
Nossos sonhos deixados pro futuro
Registramos somente num retrato...
Nós rasgamos do amor o nosso trato
Por ter cláusula abusiva e de dor
E um passado feliz e promissor
Revelou-se tristeza e desencanto
“Seu retrato eu rasguei no mesmo canto
Onde foi sepultado o nosso amor”

Pedro Torres
Mote de Dudu Morais

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...