segunda-feira, 15 de julho de 2013

S.A.U.D.A.D.E

Seresteira das madrugas
Ausência que dói no leito
Urgência que desespera
Desejo que dá defeito
Arde como fogo em brasa
Distância que nos arrasa
E nunca sai do meu peito.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...