terça-feira, 9 de julho de 2013

Noite

Escancaro uma porta d'alegria
Pro meu peito sentir felicidade
Quebro as telhas da noite mais sombria
Pro infinito cair na claridade

Do perfume da flor da manhã fria
Colho o cheiro com gosto de vontade
Faço um verso de amor na poesia
Da janela de quem sente saudade

Pinto cores bonitas pelo espaço
Pra ganhar com calor o teu abraço
Noutra noite de chuva e relampejo...

Nada peço pra mim neste momento
Só que aceites de mim o sentimento
E um buquê perfumado ...com um beijo!

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...