sábado, 6 de julho de 2013

Não sou produto inflamável Pra você manter distância

Deixe de ser arredia
Que não mordo, chegue perto
Faz chover em meu deserto
Uma chuva de alegria...
Risca um fósforo de poesia
Sem medo da substância
Deixa em mim toda a fragrância
Do teu cheiro incomparável
"Não sou produto inflamável
Pra você manter distância"

Pedro Torres
Mote de Damião Andrade Lima
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...