sexta-feira, 12 de julho de 2013

Levando ponta e chorando Bebendo cana e ruendo

Nessa vida amargurada
De ilusões e fantasias
Bebendo cervejas frias
No calor da madrugada
E essa saudade amarrada
De vez em quando batendo
Sem ligar se tá doendo
Vai acabar me matando
"Levando ponta e chorando
Bebendo cana e ruendo"

Jararaca de peçonha
"Desgraçada da molesta"
Por gostar de quem não presta
Hoje eu passo essa vergonha
De noite ensopando fronha
E todo mundo dizendo
Que ainda estou lhe querendo
Sofrendo por sua conta
"Chorando, levando ponta,
Tomando cana e ruendo"

Pedro Torres
Mote: Gonga Monteiro
Recife, 16.05.2013
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...