sexta-feira, 5 de julho de 2013

DEPOIS QUE O AMOR TERMINA

No começo da paixão
Cada frase é uma jura
Bebendo a saliva pura
Que estremece o coração
Sem enxergar a razão
O desejo é quem domina
Nem um dos dois imagina
Que grande sofrer lhe espera
E quase ninguém supera
DEPOIS QUE O AMOR TERMINA

A mulher apaixonada
Sem medir esforço algum
Na entrega não tem jejum
Não tem besteira com nada
No papel de namorada
Embaixo de tudo assina
E nem sequer examina
Porque confia no amado
Mas vê o contrato errado
DEPOIS QUE O AMOR TERMINA

Homem não mede distância
Satisfazendo a mulher
Dá tudo quanto ela quer
Corresponde em toda ânsia
Sem usar de ignorância
Tudo que faz só fascina
Beijando a sua menina
Carinho,zelo e ternura
Mas isso tudo não dura
DEPOIS QUE O AMOR TERMINA

Se falo disso tão bem
É por pura experiência
De sentir na consciência
O desprezo por alguém
Que hoje não é ninguém
Deixou de ser minha sina
No final a vida ensina
Não crer em conto de fada
No peito não sobra nada
DEPOIS QUE O AMOR TERMINA!!!

Adriana Sousa

*Parafraseando o mote,"Depois que a feira termina", do grande poeta Dedé Monteiro.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...