quinta-feira, 11 de julho de 2013

Dentre os chãos que germinam poesia Pajeú é o mais fértil que existe.

Pajeú, terra amada e alvissareira
És o berço de grandes trovadores
Uma flor dentre todas outras flores
Do jardim da poesia, a que mais cheira
"Esse rio" que corre em tua esteira
Leva as águas do versos que sentiste
Todo o húmus poético do que ouviste
Permanece adubando outra harmonia
"Dentre os chãos que germinam poesia
Pajeú é o mais fértil que existe."

Pedro Torres
Mote de Bandeira Júnior
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...