quarta-feira, 17 de julho de 2013

Como posso querer não mais querer Se não quero querer e ainda quero?

Teu silêncio pra mim me diz, apenas,
Que não devo guardar mais esperança
Mas, me perco na rua da lembrança
Passeando nas tardes mais amenas...
Sinto o cheiro das flores açucenas
De teu cheiro ...que quase desespero
Sinto até teu abraço mais sincero
Nos meus braços de novo a me aquecer
"Como posso querer não te querer
Se não quero querer-te e ainda quero?"

Pedro Torres, mote e glosa.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...