sábado, 6 de julho de 2013

Como fossem d'um anjo querubim Pro perdão dos pecados todos meus..

O teu cheiro, igualmente a laranjeira
Não perfuma somente uma laranja
Do quintal do meu céu és minha 'Anja'
E o sabor recolhido da videira...
Do meu teto de amor és a biqueira
Quando choves em mim os olhos teus
"És um nós dividido por dois eus"
E tuas juras caladas junto a mim
Como fossem d'um anjo querubim
Pro perdão dos pecados todos meus..

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...