terça-feira, 11 de junho de 2013

Voa alto o meu sonho de querer-te Nos imensos degraus do infinito

Voa alto o meu sonho de querer-te
Nos imensos degraus do infinito
Cada passo que dou me deixa aflito
Sem achar a palavra pra dizer-te
Cada verso que faço tem um flerte
"Com saudades na linha do segredo"
E É bonito demais o nosso enredo
Pra fingir-se já termos esquecido
Resta o peito que fica mais ferido
Cada vez que na chaga eu ponho o dedo!

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...