domingo, 30 de junho de 2013

Saudade inconveniente Não marca hora nem data

Saudade inconveniente
Não marca hora nem data
Se arrancha toda espaçosa
Dentro do peito e maltrata
E dá um nó na garganta
Que só um abraço desata.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...