domingo, 30 de junho de 2013

O que sinto no meu peito Vou viver pra toda a vida

O que sinto no meu peito
Vou viver pra toda a vida
Sei que é saudade perpétua
De uma história dividida
Mas, os meus dias tristonhos
Dormem seus melhores sonhos
Na lembrança adormecida.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...