sexta-feira, 7 de junho de 2013

Igualmente, é esse caso entre a gente Que morreu sem deixar sequer queixume.

Esse nó que me aperta na garganta
Quando lembro da impossibilidade
De querer, de gostar de ter saudade
Uma dor no meu peito se agiganta...
Cresce mais que a raiz de uma planta
Cujas flores se sabe seu perfume
Entretanto, por falta do estrume
Não veremos vingar sua semente
Igualmente, é esse caso entre a gente
Que morreu sem deixar qualquer queixume.

Pedro Torres

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...