segunda-feira, 10 de junho de 2013

Hoje eu guardo no peito as cicatrizes E o futuro de nós quem sabe é Deus

Poetas sem sono sai dessas coisas:

P. Não consigo guardar mágoa nenhuma
C. O que eu sinto por ela é sem medida
P. cicatriza entre nós qualquer ferida
C. Não existe rancor que nos consuma...
P. E nas vezes que alguém se enciuma
C. Se eu citar nosso amor nos versos meus
P. Serão súplicas clamando os beijos seus
C. Apagando as lembranças infelizes
Hoje eu guardo no peito as cicatrizes
E o futuro de nós quem sabe é Deus

Pedro Torres & Cicinho Moura
Mote: Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...