domingo, 16 de junho de 2013

Há uma dor no meu peito excruciante Que somente o amor pode curar

P. Há uma dor no meu peito excruciante
A. Que somente o amor pode curar
P. Vendo o largo dos dias se esparsar
A. E a saudade aumentar a todo instante...
P. Resistindo essa dor em meu semblante
A. Bebo a vida na taça da esperança
P. Sinto o abraço melhor da confiança
A. Vir do abraço mais forte que te dei
P. No calor de minh'alma, comunguei
A. Vinho e hóstia da nossa aliança.

Pedro Torres & Adriana Souza
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...