terça-feira, 25 de junho de 2013

Fiz do peito uma estante de saudade Pra guardar os troféus do nosso amor.

Nosso encontro que ocorre logo mais
Deixa um gosto de mel em nossa boca
Que a garganta da alma fica rouca
Pela espera que a vida inda nos traz
Na vitória do abraço toda a paz
Que remove do peito qualquer dor
Nos olhares sinceros, com calor
Brilhará nosso amor na eternidade
Fiz do peito uma estante de saudade
Pra guardar os troféus do nosso amor.

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...