domingo, 9 de junho de 2013

E eu tomar uma dose de lembrança Pra poder lembrar dela outra vez

Desse caso tão breve e passageiro
Já faz dias que a gente nem se fala
Mas, aos gritos saudade não se cala
Faz barulho e me acorda no seu cheiro...
E a memória do abraço derradeiro
No desgaste que o tempo já lhe fez
Faz a marca ferina de um talvez
Dissolver-se num gole de esperança
E eu tomar uma dose de lembrança 
Pra poder lembrar dela outra vez

Pedro Torres
Mote: Lypy Felix
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...