quinta-feira, 6 de junho de 2013

Antes, por ti, sofri tanto Hoje quem sofre é você.

Padeci por muito tempo
De suas juras fingidas
Meu peito guarda as feridas
Que causaram contratempo
Como fosse um passatempo
Você brincou, sem porquê
E agora é você quem vê
O doce amargo do pranto
Antes, por ti, sofri tanto
Hoje quem sofre é você.

Pedro Torres
Mote: Hanna Nascimento
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...