terça-feira, 26 de outubro de 2010

À José, Serra.

Nasceu planta, foi madeira
E tão logo foi cortada
Depressa foi transportada
Pra transformação primeira.

Ficou de outra maneira
Pois foi toda picotada
E a serragem transformada
Em papel de prateleira.

Daí seguiu pro escritório
Pra escola ou pro cartório
O seu destino fiel.

Porém não seguiu ditosa
E virou uma criminosa
Bola bomba de papel.

Jorge Filó
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...