quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Ósculos e Amplexos

Trocando idéias com o Mestre da poesia Maviael melo, que recebeo o mote do Poeta Galdêncio de Sertania, debulhou essa coisa linda:
Os sábios de coração
Tem poder na natureza

E entoando a canção
Num vôo de passarinho
O tempo tece seu linho
Quando acaba o verão
Os sábios de coração
Não precisam de riqueza
Verdade posta na mesa
Isso é sabedoria
Um grande sábio nos guia
Com o poder da Natureza

Maviael Melo (Salve, Salvador!)

Ainda meio tímido no estilo, arrisquei esse 10 linhas:

No pinho do violão
Eu toco uma cantiga
E trago a mão amiga
Do caboclo do sertão
O sábio de coração
Traz o pobre à realeza
Numa sutil singeleza
De uma bela poesia
Aquecendo a noite fria
Com o poder da Natureza

Pedro Torres (Ave, Pajeú)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...